secretariado@spzn.pt https://www.spzn.pt/uploads/seo/big_1714128161_9668_big_1711985899_8530_spzn_logo_new.png

FNE ameaça abandonar negociações!


20 Janeiro 2023

Atualidade

FNE ameaça abandonar negociações!

Em mais uma ronda negocial, a Federação Nacional da Educação (FNE) reuniu com o Ministério da Educação (ME) no passado dia 18 de janeiro de 2023, para dar continuidade ao processo negocial sobre o Modelo de Recrutamento e Gestão do Pessoal Docente.

Findada a reunião, a FNE e os seus Sindicatos membros (caso do SPZN) constataram que, da parte do ME, se verifica uma insistente indisponibilidade para adotar medidas concretas de valorização da carreira docente e da sua atratividade.

Às várias reivindicações apresentadas pela FNE, a resposta obtida foi um desapontante “NADA”, pelo que, mantendo o ME esta postura, não teremos as condições reunidas para dar continuidade ao processo negocial.

Como tal, a FNE considera indispensável que sejam apresentadas medidas concretas relativas à eliminação da exigência de vagas de acesso aos 5.º e 7.º escalões. É necessária a revisão da Mobilidade por Doença, a revisão do regime de acesso à aposentação, do regime de reduções da componente letiva por efeito conjugado da idade e do tempo de serviço e da formulação da composição do tempo de trabalho dos docentes, assegurando um efetivo respeito pelos limites do tempo de trabalho. É, ainda, fulcral a recuperação do tempo de serviço congelado, bem como das perdas ocorridas nas transições e as indevidas ultrapassagens. Queremos respostas para combater a precariedade que afeta os docentes a exercer funções como técnicos especializados e nas atividades extracurriculares e a determinação de aumentos salariais que compensem a sistemática perda do poder de compra, sem esquecer a equiparação do valor do índice de topo da Carreira Docente com o topo da Carreira Técnica Superior.

Sendo uma negociação séria feita de aproximação das partes envolvidas, não podemos aceitar um processo negocial onde estes assuntos não estejam em cima da mesa, podendo o mesmo indicar que o Ministério não se assume, como é de seu dever, como parceiro negocial de boa fé.

Tendo já adotado outras formas de contestação e luta, a FNE abandonará as negociações, se da parte do ME continuarem a ressoar “NADAS”.


Notícias Relacionadas

Em dia de reencontros, SPZN celebra 50 anos com todas as delegações

Em dia de reencontros, SPZN celebra 50 anos com todas as delegações

No passado dia 18 de maio de 2024, o Sindicato dos Professor...

20 Janeiro 2023

SPZN nas celebrações do 1º Maio da UGT, em Vila Real

SPZN nas celebrações do 1º Maio da UGT, em Vila Real

Foi em Vila Real que a UGT realizou as comemorações do Dia...

20 Janeiro 2023

50.º Aniversário do SPZN contou com Conferência

50.º Aniversário do SPZN contou com Conferência "Meio Século" que juntou antigos presidentes

O Sindicato dos Professores da Zona Norte celebrou, esta t...

20 Janeiro 2023

Dia Mundial do Trabalhador 2024

Dia Mundial do Trabalhador 2024

O 1º de Maio deste ano encontra-nos numa situação socia...

20 Janeiro 2023